sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Curso Sobre a História do Anarquismo

      Estão abertas inscrições para um curso sobre a história do Anarquismo que se realizará em Alagoas (Brasil) a partir do próximo dia 22 de outubro.

      O curso está aberto a todos, bastando solicitar a inscrição ou pedir esclarecimentos para: cazp@riseup.net
      O curso será mensal e terá a duração de 9 meses. A adesão pode ser completa ou apenas por módulos do curso.
      Os módulos são os seguintes:
1. Formação histórica da corrente anarquista
2. A Internacional dos trabalhadores e a Comuna de Paris
3. Bakunine e Marx: Perspetivas divergentes na Internacional
4. O Anarquismo nos finais do séc. XIX e início do séc. XX: Propaganda pelo facto e sindicalismo revolucionário
5. A Revolução Russa
6. A Revolução Espanhola
7. O movimento libertário francês e o Maio de 68
8. Anarquismo na América Latina
9. Socialismo e Anarquismo no Brasil
      A iniciativa pertence ao Coletivo Anarquista Zumbi dos Palmares, cuja ligação permanente se encontra na coluna dos “Sítios a Visitar” sob a designação de “Zumbi dos Palmares”.


quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Imposto Sobre Prostitutas

      Na cidade alemã de Bona as prostitutas têm agora que pagar um novo imposto. Aquelas que quiserem trabalhar nas ruas da cidade, ao ar livre, durante a noite têm que pagar uma taxa especial diária, cujo pagamento se realiza numa máquina e cujo recibo devem guardar durante toda a noite de forma a ser exibido às autoridades fiscalizadoras e assim se livrarem da multa de cerca de 100 euros em que podem ser condenadas.
      Entre as 20H15 e as 06H00, a ocupação da via pública pelas prostitutas custa-lhes 6 euros. O município calcula que irá receber cerca de 300 mil euros anuais com este imposto.
      Desta forma as prostitutas passam a ser duplamente sexualmente exploradas, quer pelos clientes quer pela entidade governativa, pois o dinheiro que a prostituta utiliza para pagar o imposto é proveniente da sua atividade de prostituição, passando o município de Bona a ser o chulo ou mais um novo chulo da prostituta, isto é, chulo ou proxeneta ou cafetão, ou seja, quem explora alguém na prostituição, o que é considerado crime de Lenocínio (em Portugal este crime previsto no artigo 169º do Código Penal Português é punido com pena de prisão que pode ir até 8 anos).

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Ação da A.L.F.

      A Frente de Libertação Animal (ALF – Animal Liberation Front) assumiu a autoria da invasão da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em Florianópolis, SC, Brasil, na madrugada do passado dia 20 de setembro, da semana passada, afirmando o seguinte:
      «Nós deixamos a nossa marca nos muros do complexo do biotério da UFSC, inclusive no novo prédio do Biotério Central, ainda em construção, para que todos os vivisseccionistas saibam que estamos aqui e em todos os lugares lutando pela liberdade dos ratos, pombos, cabras e cães que a UFSC mantém em confinamento para serem usados em experimentos ultrapassados que violam os interesses desses animais e em nada beneficiam a saúde humana.
      Nós voltaremos para libertar os animais, e voltaremos para sabotar novos equipamentos quando esses forem recebidos. Voltaremos para garantir que o direito de vida e de liberdade seja garantido a cada um dos seres sencientes explorados por essa universidade.»
      Mais info em: http://www.ativismobrasil.net/
      Em baixo podes ver o vídeo da ação realizado pela ALF.


terça-feira, 27 de setembro de 2011

Povo Pataxó Hã-Hã-Hãe

      Hoje (27 de setembro) pelas 16:00 horas locais, em Brasília (Brasil) na Praça Galdino, acontece um dos atos públicos do povo “Pataxó Hã-Hã-Hãe”, com um ritual para lembrar a luta do indígena, queimado e morto em abril de 1997, enquanto reivindicava na Capital Federal a nulidade dos títulos imobiliários dos invasores das terras de seu povo.

      “Os ministros do Supremo (Supremo Tribunal Federal - STF) precisam levar em conta todo o nosso sofrimento, toda nossa dor”, disse a irmã de Galdino, Yaranwy Pataxó Hã-Hã-Hãe.
      Mais de 100 indígenas do povo “Pataxó Hã-Hã-Hãe” estão em Brasília para atos públicos em defesa do território tradicional, localizado no sul da Bahia. As mobilizações ocorrem porque está em pauta no Supremo Tribunal Federal votação que trata da nulidade de títulos imobiliários dos invasores da Terra Indígena Caramuru.
      Hoje também os indígenas estarão ainda na Fundação Nacional do Índio (Funai) – autora da ação a ser votada pelo STF –, em reuniões com parlamentares e Advocacia Geral da União (AGU) para mostrar todo o histórico da luta pela Terra Indígena Caramuru. À tarde, por volta das 16 horas, realizam ritual indígena na Praça Galdino, na Asa Sul (703/704), e de lá seguem para vigília na porta do STF, que deve ir até perto das 22 horas.
      Em 2008, Eros Grau, relator do processo, recebeu os indígenas e seu voto foi pela nulidade dos títulos. Hoje está aposentado do STF, mas tanto o voto como a relatoria não perdem a validade. Segue na votação, conforme a pauta, a ministra Carmem Lúcia.
      Conforme relatou o ex-ministro, a perícia antropológica demonstrou a existência permanente de índios na região desde 1651. “O que atesta a identidade do povo “Pataxó Hã-Hã-Hãe”, bem como a ligação de seus integrantes à terra, que lhes foi usurpada”, de acordo com o texto.
      O relatório de Eros Grau salienta ainda que o argumento de que não é necessária a prova de que as terras foram de facto transferidas pelo Estado da Bahia à União ou aos índios, “ao fundamento de que disputa por terra indígena entre quem quer que seja e índios consubstancia, no Brasil, algo juridicamente impossível”. Considera, assim, que títulos oriundos de aquisição a non domino (aquilo que não é proveniente do dono) são nulos.
      Para os “Pataxó Hã-Hã-Hãe” fica a expetativa de que os demais membros da Corte do STF, a começar por Carmem Lúcia, se pronunciem e votem conforme o relatório do ex-ministro Eros Grau.
      “A luta do meu povo, há quase 30 anos (o processo corre desde 1982), é pela nulidade dos títulos. Antônio Carlos Magalhães (governou no Estado da Bahia por três vezes, sendo duas vezes nomeado pela ditadura militar – 1964-1985) deu títulos aos fazendeiros invasores mesmo com a área indígena demarcada e homologada”, aponta a cacique Ilza Pataxó Hã-Hã-Hãe.
      Desde que o processo foi aberto, cerca de 30 lideranças do povo foram assassinadas sem a punição de nenhum dos executores ou mandantes das mortes. Yaranwy Pataxó Hã-Hã-Hãe é irmã de Galdino, queimado numa parada de ônibus em Brasília enquanto lutava pelas terras de seu povo junto ao governo e STF. Cinco garotos de classe média alta atearam fogo em Galdino na madrugada de 20 de abril de 1997, horas depois dos protestos do Dia do Índio.
      “O STF precisa levar em conta todo nosso sofrimento, toda nossa dor”, diz Yaranwy. Para ela, caso o Supremo vote pela manutenção dos títulos estará dando um prémio aos invasores de terras indígenas, aos assassinos das lideranças do povo Pataxó Hã-Hã-Hãe e esquecendo-se da memória de Galdino.
      Outros povos indígenas, como os Tupinambá da Serra do Padeiro, também da Bahia, mandaram representantes como apoio aos Pataxó Hã-Hã-Hãe. “As lutas pela terra são de todos os povos e os assassinatos ocorrem em todo país”, frisa o Cacique Babau.
      Rosane Kaingang, da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB), disse que “espera que a Corte do STF faça justiça e os ministros votem pela nulidade dos títulos. Estamos ao lado dos Pataxó nesse momento, assim como de todos os povos que lutam pela terra.”
      Mais info em: http://www.indiosonline.net/ ou na ligação permanente da coluna dos Sítios a Visitar.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

A Luta das Pulgas

      Na próxima quarta-feira, dia 28 de setembro, as pulgas convidam todos para dois distintos atos: às 12H00 um panelaço artístico no Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ, que depois se dirigirá até a ANATEL do Rio de Janeiro, e às 21H00 outro ato no espetáculo de jazz que ocorre ao lado do Instituto.

      Estes atos são de repúdio pelo roubo do transmissor coletivo da rádio Pulga, ocorrido no passado dia 22, bem como repúdio pela tentativa de apreensão da rádio Interferência, no passado dia 20 e ainda da rádio Muda, no dia 15.
      Nas últimas duas semanas fecharam 60 rádios, por falta de licenças legais, concessões e apadrinhamento político e monopólio das corporações de mídia que silencia os povos do Brasil.
      Nos atos prestar-se-á ainda homenagem a Esmeralda Fernandes, líder comunitária que faleceu no passado dia 17 por ataque cardíaco devido ao encerramento da rádio Verona FM no Piauí.
      Podes enviar uma mensagem ao Reitor da UFRJ manifestando apoio à Rádio Pulga e repudiando a autorização da entrada de agentes da Anatel no campus: Carlos Antônio Levi da Conceição, Av. Pedro Calmon, 550, Edifício da Reitoria, 2º andar, CEP: 21.941-901 Tel.: 2598-9602 / 9603, E-mail: reitoria@reitoria.ufrj.br
      Até agora estão já confirmadas, para o ato das 12H00 os seguintes coletivos: Anarco-funk, Reciclato, Cirko Akrata, e na retransmissão a rádio Várzea de São Paulo em 107.10 FM.
      Mais info em: http://pulga.radiolivre.org/ ou na ligação permanente à Rádio Pulga na coluna dos Sítios a Visitar.


domingo, 25 de setembro de 2011

O Tanque de Bertold Brecht

O Tanque
«O Vosso tanque, general,
É um carro forte,
Derruba uma floresta esmaga cem
Homens
Mas tem um defeito:
Precisa de um motorista.
O vosso bombardeiro, general,
É poderoso.
Voa mais depressa que a tempestade
E transporta mais carga que um elefante
Mas tem um defeito:
Precisa de um piloto.
O homem, meu general, é muito útil:
Sabe voar e sabe matar
Mas tem um defeito:
Sabe pensar. »
Bertolt Brecht (1898-1956) - Escritor/Dramaturgo Alemão


sábado, 24 de setembro de 2011

Feira do Livro Anarquista de Porto Alegre

      Nos dias 11, 12, 13 e 14 de novembro próximo, vai acontecer em Porto Alegre (RS - Brasil) a 2ª Feira do Livro Anarquista.

      Neste momento está em construção a programação da feira, e para isso a organização apela a todos os que estejam interessados em participar ou ajudar na construção, propondo debates, palestras, oficinas ou o que mais se quiser.
      A colaboração pode ainda ser realizada em alguma das comissões da organização da feira, que são: alimentação, infraestrutura, bebidas/bar e a ciranda, que cuidará das crianças dos participantes do evento.
      Também é possível colaborar aportando materiais para exposição.
      Colabora escrevendo para: flapoa@libertar.se descrevendo a proposta de atividade e/ou a comissão com a qual queres contribuir.
      Para os companheiros que viajarão desde outras cidades, a organização está a conseguir lugares para ficarem durante os dias da feira, mas para isso é também necessário que enviem com antecedência um pedido de alojamento para o mesmo email.
      Este ano a feira coincidirá, nas noites do evento, com o 1° Festival de Música Anarquista da FlaPoA, que já conta com bandas de Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e as bandas locais. Se tens alguma banda e quiseres tocar no evento é só avisar para o email.


sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Mais Rápido que a Luz

      Até agora a maior velocidade conhecida era a da luz (definida em 299 792 458 metros por segundo, no vácuo). Tal velocidade sempre nos pareceu ser o limite do nosso conhecimento e constam da Teoria da Relatividade de Albert Einstein.
      O centro Nacional de Investigação Científica (CNRS, sigla em francês) acaba de indicar que a velocidade da luz foi ultrapassada, embora ligeiramente, pela velocidade verificada nos neutrinos.
      Os neutrinos são partículas elementares da matéria, consideradas fantasma ou camaleão. O neutrino pode estar um milhão de vezes mais presente no universo do que cada um dos constituintes dos átomos, mas continua a ser incrivelmente difícil de detetar.
      O neutrino, que desde os anos 1960 intriga os físicos, é desprovido de carga elétrica, o que lhe permite atravessar paredes. A cada segundo, 66 mil milhões das suas partículas fantasmagóricas atravessam o equivalente a uma unha humana. No entanto, um neutrino emitido pelo Sol tem apenas uma hipótese em cem milhões de chegar à Terra.
      Emitidos pelas estrelas e pela atmosfera, os neutrinos podem ser criados pela radioatividade dita beta, como a das centrais nucleares. Assim que um protão se transforma num neutrão (eletricamente neutro) ou um neutrão se transforma num protão, esta mutação sucede acompanhada pela emissão de um eletrão negativo ou positivo e de um neutrino (ou de um anti-neutrino).
      "A existência de um modelo que pudesse explicar porque o neutrino é tão pequeno, sem se dissipar, teria profundas implicações na compreensão do nosso universo: como era, como evoluiu, e como eventualmente, morrerá", explicou António Ereditato, físico do Instituto Nacional de Física Nuclear da Itália.
      Caso seja confirmada esta medição por outras experiências, este "resultado surpreendente" e "totalmente inesperado" face às teorias formuladas por Albert Einstein poderá abrir "perspetivas teóricas completamente novas", sublinha o CNRS.
      As medições efetuadas pelos especialistas desta investigação, a que se chamou Opera, concluíram que um feixe de neutrinos percorreu os 730 quilómetros que separam as instalações do Centro Europeu de Investigação Nuclear (CERN), em Genebra, do laboratório subterrâneo de Gran Sasso, no centro de Itália, a 300 006 quilómetros por segundo, ou seja, uma velocidade superior em seis quilómetros por segundo à velocidade da luz.
      Pese embora a teoria de Albert Einstein estivesse tão bem confirmada, este exemplo vem uma vez mais chamar-nos a atenção para o facto da Ciência não ser nenhuma religião, pelo que as verdades que possui são-no apenas na época em que existem com os conhecimentos detidos mas sempre prontas a serem derrubadas por novas verdades, igualmente provisórias até que uma nova verdade se venha a comprovar. Einstein já deitara por terra as teorias de Newton, que também foram verdades inabaláveis, e agora, uma vez mais – e como sempre deve ser –, tudo parece indicar que as teorias de Einstein também cairão por terra.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Reivindicar o Campo

      Centenas de pessoas de toda a Europa vão estar durante os próximos 10 dias em Rosia Montana (Roménia), para "reivindicar o campo", num acampamento internacional de solidariedade sem precedentes, é o “Reclaim the Fields 2011”.

      Há 10 anos que está em marcha o plano de, em plena Transilvânia, na Roménia, fazer a maior mina a céu aberto de toda a Europa. Às mãos de uma multinacional canadiana, desaparecerá a aldeia de Rosia Montana, quatro montanhas, centenas de quintas e florestas. Onde hoje existe uma povoação histórica, com dois mil anos, uma paisagem deslumbrante e estilos de vida em comunhão com a natureza, ficará um buraco gigantesco – ao ponto de poder ser observado do espaço. Tudo para, às toneladas por dia, alimentar a sede de ouro dos poderosos.
      A menos que alguém o impeça. "A comida, a terra, as sementes, a água e conhecimentos indígenas são demasiado importantes para serem considerados mercadorias e centralizados à maneira capitalista", explica-se no apelo do “Reclaim the Fields”. "Tentamos resistir à lógica do lucro sobre nossas vidas. Tentamos praticar formas alternativas de viver e cultivar em conjunto. Por isso reivindicamos o campo!"
      O objetivo do acampamento é apoiar a campanha para salvar Rosia Montana e resistir ao projeto mineiro, capacitando a comunidade local para construir um futuro sustentável, através de inúmeros “workshops” e atividades agrícolas com os habitantes. Mas é também o momento de encontro de agricultores e ativistas de toda a Europa, que desde há quatro anos fazem crescer o movimento “Reclaim the Fields”.
      Mais info em: http://www.reclaimthefields.org/



quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Vida Nova #1

      No passado mês de agosto saiu à luz uma nova publicação libertária (o número 1) com origem no arquipélago dos Açores (Portugal). Esta nova publicação denomina-se “Vida Nova”.

      No sítio do coletivo pode ler-se a seguinte citação de Abel Paz: “Ser anarquista é ser uma pessoa coerente…Trabalhar o menos possível, o suficiente para viver, desfrutar a beleza do sol. Desfrutar a vida com maiúsculas é um estado mental, uma atitude perante a vida. Trata-se de viver esta utopia um pouco em cada dia.”
      Para ler a publicação segue a seguinte ligação:
https://docs.google.com/viewer?a=v&pid=explorer&chrome=true&srcid=0ByvOwU6_LSqeNDFkNDMwYTktYzdhOS00ZmMwLTllNjYtNmU1OWYzYTdjOWVl&hl=en_US
      Para aceder ao sítio do coletivo vai à coluna dos Sítios a Visitar e procura a ligação permanente denominada “Vida Nova Açores” ou segue aqui a seguinte ligação:
      http://vidanovazores.blogspot.com


terça-feira, 20 de setembro de 2011

Google+ Info

      A partir de hoje a Google abriu o projeto “Google+” a toda a gente, deixando asim de se poder aceder à rede social apenas por convite.

      Esta nova rede social da Google surgiu há cerca de dois meses e meio depois do lançamento do projeto “Google+”, que tem vindo a ser considerado como um rival à altura do “Facebook”.
      Info-Dia e Anarquinfo já lá estão, fazendo a habitual e necessária divulgação também nesta nova plataforma; mais uma a somar ao grupo.
      Confere em: https://plus.google.com



segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Utobus

      A literatura anarquista abunda em livros que nem sempre são acessíveis a todos. Por esta razão o grupo “Le Rue Râle” (A Rua Ralé), da Federação Anarquista francófona, lançou recentemente em Vercors (França) um projeto chamado “Utobus” que consiste numa biblioteca itinerante de obras libertárias.

      Este Utobus é um bibliobus, ou melhor, para já, tão-só microbibliobus.
      O objetivo é o de promover e difundir as ideias e projetos anarquistas, através do empréstimo de livros, discos e filmes, bem como de ali mesmo fazer leituras ou outras ações em torno do anarquismo.
      O Utobus servirá ainda para estar presente nos mais diversos eventos locais ajudando, por exemplo, na distribuição de alimentos ou outras manifestações, como os Encontros Libertários que o coletivo promove e que este ano levarão a cabo pela quarta vez.
      Esta biblioteca nómada será um ponto de trocas, de encontros e de discussões, vindo preencher o projeto social duma forma muito importante.
      A doação das obras libertárias é a primeira etapa na construção deste esboço de biblioteca itinerante. Neste primeiro momento estão a receber obras de quem quiser doar, mesmo que não se encontrem em perfeito estado. Neste momento, já existem 504 obras, brochuras, revistas, etc. 19 DVD e 13 CD musicais.
      O Utobus é pois uma mediateca social e itinerante, porque a nossa utopia se constrói aqui, agora e em qualquer lugar.
      No manifesto publicado pelo coletivo, relativamente a esta iniciativa pode ainda ler-se as seguintes afirmações:
      «Porque sem reflexão as nossas ações não irão longe;
      Porque sem ação, indignação rimará sempre com mijar num violão;
      Porque não se pode confundir “informar-se” com “assistir à televisão”;
      Porque não há nada como um bibliobus para nos encontrarmos, discutir, beber um chá...
      Porque buscar a compreensão já é começar a desobedecer;
      Porque a política nos afunda na merda, os acontecimentos atuais nos fazem cagar e nós não temos medo do palavrão;
      Porque a resignação é um suicídio quotidiano;
      Porque sozinho se está fodido.»
      Mais info em: http://vercors-libertaire.blogspot.com/



domingo, 18 de setembro de 2011

Ergue-te!

      «Eles só são grandes porque nós estamos de joelhos.»
       Étienne de La Boétie (1530-1563)
       Escritor francês do século XVI. A sua obra mais famosa é a intitulada “Discurso da Servidão Voluntária”, na qual, já no título, surge a contradição do termo usado: “Servidão Voluntária”, interrogando-se o autor sobre quais as causas que levam as pessoas a sacrificar a própria liberdade por espontânea vontade, designadamente, quais as causas que levam os povos a submeter-se à vontade de um tirano, concluindo com uma grande interrogação e indignação à opressão.
      Com esta obra, o autor, desenvolve uma reflexão profunda sobre a condição humana e a liberdade, sendo considerado um percursor do pensamento anarquista.
      De La Boétie costumam ainda ser usadas as seguintes citações:
      «Decidi-vos a não servir mais e sereis livres.»
      «O fogo que me faz arder é o mesmo que me ilumina

sábado, 17 de setembro de 2011

Movimento Estudantil Chileno


      O movimento estudantil chileno anunciou ontem uma série de mobilizações, entre elas uma nova greve nacional na próxima quinta-feira, após o governo ter aceite somente duas das quatro condições que os estudantes impuseram para iniciar um diálogo entre as partes.
      A decisão foi tomada durante uma assembleia da Confederação de Estudantes do Chile (Confech) que durou mais de 10 horas, ocasião em que revelaram esperar que as medidas sejam adotadas por outras organizações sociais.
      Outra grande mobilização está programada para o dia 29, quando acaba o prazo para que o executivo chileno envie ao Congresso o projeto de orçamento para o próximo ano, para em seguida entregar as projeções oficiais para 2012.
      Segundo o porta-voz da Universidade de Valparaíso, Sebastián Farfán, os estudantes irão mostrar nas ruas "que este movimento tem caráter histórico" e que estão dispostos a continuar até ao fim."Queremos demonstrar ante um governo intransigente que nossas demandas são completamente atuais", acrescentou Farfán.
      Há cerca de quatro meses, estudantes e funcionários do setor educacional realizam protestos para pedir um sistema de ensino acessível e de qualidade no país.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Olhares Sobre o Movimento no Brasil

      O Cineclube Terra Livre apresenta este próximo domingo, dia 18 de setembro, pelas 18:00 horas, a segunda sessão da mostra "Olhares sobre o Movimento Anarquista no Brasil", em parceria com o Centro Cineclubista de São Paulo, local de exibição dos filmes.

      Esta sessão apresentará uma das primeiras experiências libertárias em terras brasileiras e que ao longo de um século foi lembrada no Brasil pela literatura, pelo teatro e pelo cinema.
      Será exibido o filme “O Pão Negro. Um episódio da Colônia Cecília”, de Valêncio Xavier (Brasil, 1993, 37 min).
      O Pão Negro é o primeiro documentário realizado no Brasil a resgatar a história da Colónia Anarquista Cecília. O filme conta com depoimentos de familiares e materiais da época (cartas e fotos).
      Realizado no início da década de 90, o filme surge num movimento de redescoberta dessa tão notável experiência que já havia sido relembrada por diversas ocasiões nos palcos dos teatros brasileiros. A película retrata as primeiras experiências libertárias, fortemente influenciadas pelos ideais anarquistas, ocorridas no Brasil.
      Local: Centro Cineclubista de São Paulo (Brasil), na Rua Augusta, 1239, sala 13 (Próximo ao Metrô Consolação). Entrada Gratuita.
      Mais info em: http://bibliotecaterralivre.noblogs.org/, também com ligação permanente na coluna dos “Sítios a Visitar”.



quinta-feira, 15 de setembro de 2011

40 Anos de Greenpeace

      A organização “Greenpeace” faz hoje 40 anos da sua criação.
      Desde a sua fundação por um pequeno grupo de ativistas, nestas quatro décadas, a organização tem realizado incontáveis ações por todo o planeta, transformando-se numa grande organização com ativistas e filiais em todo o planeta.
      «Um dia a Terra vai adoecer. Os pássaros cairão do céu, os mares vão escurecer e os peixes aparecerão mortos na correnteza dos rios. Quando esse dia chegar, os índios perderão o seu espírito mas vão recuperá-lo para ensinar ao homem branco a reverência pela sagrada terra, então todas as raças se irão unir sob o símbolo do arco-íris para terminar com a destruição. Será o tempo dos Guerreiros do Arco-Íris.»
      Esta foi uma profecia com mais de 200 anos realizada por “Olhos de Fogo”, uma dirigente de tribo índia, profecia esta que embalou as longas noites dos fundadores da Greenpeace que navegavam para as Ilhas Aleutas, no Alasca, em 1971, na tentativa de impedir um teste nuclear dos Estados Unidos. Esta profecia não só iria dar nome ao primeiro navio da organização, o “Rainbow Warrior” (Rainbow = Arco-Iris + Warrior = Guerreiro), como acabou por batizar os ativistas do Greenpeace, conhecidos em todo o mundo como "Os Guerreiros do Arco-Íris".
      Mais info em: http://www.greenpeace.org/international/en/

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

No Batente

      No passado mês de julho (deste ano 2011) o coletivo anarquista Luta de Classe lançou o jornal “No Batente” que saiu em versão impressa. O coletivo acaba de o colocar agora em versão eletrónica para que todos o possam baixar.

      Este jornal tem como objetivo expressar as posições do anarquismo organizado em Curitiba (Brasil), assim como noticiar as lutas em que se envolvam, bem como a criação de um espaço onde possam expor as suas conceções e debates.
      A versão para “download” está no seguinte endereço:
        http://www.sendspace.com/file/8o9orf
      Mais info no sítio do coletivo em:
          http://coletivoanarquistalutadeclasse.wordpress.com/
      ou na ligação permanente na coluna dos Sítios a Visitar.

terça-feira, 13 de setembro de 2011

100 Milhões

      O microblogue “Twitter” acaba de atingir os 100 milhões de utilizadores e já nas próximas semanas irá estar disponível em hindi, filipino, malaio e chinês mandarim simplificado e tradicional, o que fará disparar o número de utilizadores.
      Estes 100 milhões de utilizadores ativos alimentam o microblogue com 230 milhões de “tweets” por dia.
      De acordo com a companhia, 40% dos utilizadores estão registados para estarem informados e não necessariamente para publicar informação.
      Este blogue que lês também possui um “Twitter”, chama-se “Sabemais” e está na seguinte ligação: http://twitter.com/sabemais e sempre disponível na coluna dos Sítios do Grupo.

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Mensagem a Alunos e Professores

      Nesta semana, em Portugal, tem início (de uma forma mais generalizada) um novo ano escolar e, tendo em conta este acontecimento, é apropriado e a seguir se reproduz uma mensagem que Albert Einstein dirigiu a alunos e professores:
      «Lembrai-vos de que as coisas maravilhosas que ireis aprender nas vossas escolas são a obra de muitas gerações, levada a cabo por todos os países do mundo, à custa de muito entusiasmo, muito esforço e muita dor. Tudo é depositado nas vossas mãos, como uma herança, para que a aceitem, honrem, desenvolvam e a transmitam fielmente um dia aos vossos filhos. Assim nós, embora mortais, somos imortais nas obras duradouras que criamos em comum. Se tiverem esta ideia sempre em mente, encontrarão algum sentido na vida e no trabalho e poderão formar uma opinião justa em relação aos outros povos e aos outros tempos.»
      Citação de Albert Einstein, in “Como Vejo o Mundo”
      Albert Einstein (1879-1955) foi um físico teórico alemão radicado nos E.U.A. que, em 2009, um grupo de 100 físicos de renome do Mundo, o elegeu como o mais memorável físico de todos os tempos. Ficou popularmente conhecido, para além da fotografia abaixo, pela sua Teoria da Relatividade e o desenvolvimento da energia atómica.

domingo, 11 de setembro de 2011

11SET

      No ataque às Torres Gémeas em 2001 morreram 2863 pessoas e em todo o Mundo é motivo de abertura dos noticiários, dias antes e ano após ano.
      Com HIV-SIDA já morreram 40 milhões de pessoas.
      Com fome já morreram 824 milhões de pessoas.
      Sem casa há 630 milhões de pessoas.
      A exploração laboral mundial mata 700 vezes mais (setecentas vezes mais!) pessoas que o 11S.
      Muitos milhões ignorados; diariamente ignorados, contra uns poucos cerca de 3 mil.
      Haverá mais mundo para além dos E.U.A. ?


      “O dia 11 de setembro ficou na nossa memória coletiva como o dia em que se pensou que o capitalismo poderia efetivamente ruir. Afinal enganamo-nos e parece que vai ser preciso muito mais do que um avião em chamas em cima de toda e qualquer instituição financeira e/ou militar e talvez até não seja esse o melhor caminho para o derrubar, mas seja, sim, um bom plano para o manter. Há factos que apontam este acontecimento como um plano ou um aproveitamento por parte dos estadunidenses. Depois disto acontecer, foi facilmente aceite e apoiado qualquer plano de guerra contra "terroristas" ou países que alegadamente os alberguem. Continua a acontecer 10 anos depois.
      Algumas teorias questionam até a versão oficial dos atentados, as motivações por trás deles e as partes envolvidas, envolvendo-se em investigações independentes. Algumas das teorias da conspiração vêem os ataques como um casus belli através de uma falsa bandeira para trazer o aumento da militarização e do poder de polícia. Os defensores das teorias do 11SET têm sugerido que indivíduos dentro dos Estados Unidos possuem informações detalhadas sobre os ataques e deliberadamente optaram por não evitá-los, ou que indivíduos de fora da al-Qaeda planearam, realizaram ou auxiliaram os ataques. Alguns outros teóricos reivindicam que o World Trade Center não entrou em colapso por causa da colisão dos aviões, mas que foi demolido com explosivos.”


sábado, 10 de setembro de 2011

Atentado a Membro do MTST

      No passado dia 6 de setembro, dois homens armados invadiram a casa de Edson Francisco, membro da coordenação nacional do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) em Brazlândia, DF; Brasil.
      Os homens arrombaram o portão, entraram na casa e dispararam vários tiros contra Edson que conseguiu fugir sem ferimentos graves.
      Desconhece-se a origem do atentado, mas a Coordenação Nacional do Movimento, em comunicado, afirmou ser a certeza de que o atentado faz parte da intensa criminalização sofrida pelos movimentos populares em todo o Brasil.
      Edson já havia sido ameaçado por algumas vezes, após o desfecho da ocupação Gildo Rocha, que resultou numa grande vitória do MTST contra o governo distrital.
      Além disso, militantes do MTST em outras partes do país estão sendo ameaçados de morte constantemente. Os casos de Minas Gerais e Amazonas são os mais recentes.
      No último dia 26 de agosto, uma comissão do Movimento foi recebida pelo Ministério dos Direitos Humanos que se comprometeu a analisar os casos, mas até agora nenhuma medida concreta foi tomada.
      A Coordenação Nacional do Movimento MTST afirma ainda, no comunicado, que o próprio comunicado «é uma denúncia contra a criminalização que agora passou das ameaças e foi à realidade. Serve como um apelo aos companheiros de luta e aos diversos meios de comunicação para que divulguem a grave situação dos lutadores populares no Brasil. Mas antes de tudo essa nota é um Grito. É o início de uma resposta. Pois, se acham que o MTST irá recuar diante disso, enganaram-se redondamente. Sabemos contra quem lutamos e o que queremos. Nossa luta continua e irá se intensificar por todo o Brasil. Não é por acaso que nossa bandeira é vermelha!»
      Mais info em http://www.mtst.org ou na ligação permanete na coluna dos Sítios a Visitar.

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Basta Não Sustentá-los

      «Para livrar-se dos governos não é necessário lutar contra eles pelas formas exteriores, é preciso unicamente não participar em nada, basta não sustentá-los e então cairão aniquilados.»
      Liev Tolstoi, também conhecido como Léon Tolstói, Leão Tolstoi ou Leo Tolstoy, e de seu nome Lev Nikoláievich Tolstói (1828-1910), de nacionalidade russa, é considerado um dos maiores escritores de todos os tempos.
      Além de sua fama como escritor, Tolstoi ficou famoso por tornar-se, na velhice, um pacifista, cujos textos e ideias embatiam de frente com as igrejas e governos, pregando uma vida simples e em proximidade à natureza.
      Morreu aos 82 anos, de pneumonia, durante uma fuga de sua casa, buscando viver uma vida simples na Natureza.
      E no dia de hoje (9 de setembro) recordamos Tolstói porque foi precisamente num dia assim do ano de 1828 que ele nascia na localidade russa de Yasnaya Polyana.
      A fotografia abaixo é a única a cores que existe do escritor.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

As Laranjas e as Ideias

      Num dia como o de hoje mas de há cerca de 2500 anos atrás, nascia na China o filósofo conhecido como Confúcio, nome latinizado de Kung-Fu-Tse.
      Nasceu em 551 a.C. e morreu em 479 a.C.
      A sua doutrina teve uma forte influência não só na China mas também sobre toda a Ásia Oriental.
      São inúmeras as suas citações, como a que segue:
      «Se tiveres uma laranja e a trocares com outra pessoa que também tem uma laranja, cada um fica com uma laranja, mas se tiveres uma ideia e a trocares com outra pessoa que também tenha uma ideia, então cada um ficará com duas.»

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

A Sementeira

      Por esta altura, do ano de 1910, saía em Lisboa o número 25 da revista "A Sementeira".
      Em subtítulo anunciava-se como uma publicação mensal ilustrada-crítica e sociológica.
      Esta revista era publicada por Hilário Marques, desde 1908.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

León Czolgosz

      Num dia como o de hoje (6 de setembro), do ano de 1901, em Buffalo (estado de Nova Iorque; EUA) o anarquista individualista polaco Léon Czolgosz, dispara dois tiros de revólver ao presidente dos Estados Unidos William McKinley.
      O presidente viria a morrer uma semana depois, a 14 de setembro.
      Czolgosz foi condenado à pena de morte e executado nesse mesmo ano, em 29 de Outubro, na cadeira elétrica, tendo a sua execução sido na altura registada em filme pelo inventor Thomas Edison.
      Em 31 de agosto de 1901, Czolgosz deslocou-se a Buffalo, Nova Iorque, e alugou um quarto próximo da Exposição Pan-Americana que aí decorria, no teatro conhecido como Templo da Música e que ele sabia iria ser visitado pelo presidente dos EUA.
      No dia 6 de setembro foi à exposição com o revólver “Iver-Johnson” calibre 32 semi-automático (número de série #463344) que havia comprado no dia 2 de setembro por 4 dólares e 50 centavos. Com a arma encoberta por um lenço de bolso, Czolgosz aproximou-se da comitiva do presidente McKinley que cumprimentava o público. Czolgosz avançou e McKinley estendeu a sua mão para o cumprimentar. Czolgosz desviou-lhe a mão, empurrando-a para o lado e disparou duas vezes no peito do presidente, à queima-roupa.
      Os membros da comitiva e o público presente imediatamente subjugaram Czolgosz, antes da intervenção da Guarda Nacional. Czolgosz foi depois espancado tão duramente que muitos pensaram que não aguentaria tempo suficiente para ser julgado.
      Nos últimos anos da sua vida Czolgosz seria profundamente influenciado pelo pensamento de teóricos do anarquismo como Emma Goldman e Alexander Berkman, bem como pela ação direta violenta do alfaiate italiano Gaetano Bresci que um ano antes havia executado Umberto I, o monarca de seu país, com o mesmo modelo de pistola que posteriormente utilizado por Gzolgosz viria a utilizar.
      Czolgosz nunca foi aceite em nenhum grupo anarquista, devido ao seu fanatismo e às suas intenções violentas, que demonstrava, tendo até feito com que alguns grupos suspeitassem das suas reais intenções, pensando que poderia ser um agente infiltrado do governo e lançaram avisos, considerando-o um espião.




      Antes da execução as suas últimas palavras foram:
      «Matei o presidente porque ele era o inimigo da boa gente, dos bons trabalhadores. Não sinto remorso pelo meu crime.»
      Após a execução uma grande quantidade de ácido sulfúrico foi atirada para dentro do seu caixão para que o corpo ficasse completamente desfigurado resultando num processo de decomposição de apenas doze horas. As cartas que escrevera e trazia consigo no momento do atentado, assim como as suas roupas foram queimadas, com o propósito de que jamais ninguém conhecesse os seus argumentos.
      Emma Goldman também chegou a ser presa sob suspeita de estar envolvida no assassinato, sendo libertada por não haver qualquer evidência que confirmasse a suspeita.
      O local do atentado, o Templo da Música, foi imediatamente demolido (em Novembro de 1901) e hoje é apenas visível um marco no meio da rua Fordham, num bairro residencial de Buffalo no ponto aproximado onde o evento ocorreu.
      A arma de Czolgosz faz parte do acervo da Exposição Pan-americana da Sociedade Histórica do Condado de Erie, em Buffalo, Nova York.
      No Chile há um grupo anarquista denominado “Forças Autónomas e Destrutivas León Czolgosz”, o qual reivindicou a autoria de dois atentados com bomba, um contra a sede da Agência Nacional de Inteligência Chilena em 28 de janeiro de 2006, e outro contra a Embaixada do Reino Unido em 15 de julho de 2007, ambos os feitos ocorreram na cidade de Santiago do Chile.
      Em baixo podes ver o vídeo com o filme original realizado por Edison onde se apreciam os últimos momentos da execução de Czolgosz.


segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Federación de Trabajadores

      Num dia como o de hoje (5 de setembro), saía em Montevideo (Uruguay) o primeiro número do jornal "Federación de Trabajadores".
      Este jornal, semanário, intitulava-se “anarco-coletivista”.

domingo, 4 de setembro de 2011

Pensa Por Ti Próprio(a)

      «Do que você precisa, acima de tudo, é de se não lembrar do que eu lhe disse; nunca pense por mim, pense sempre por você; fique certo de que mais valem todos os erros se forem cometidos segundo o que pensou e decidiu do que todos os acertos, se eles foram meus, não são seus.
      Se o criador o tivesse querido juntar muito a mim não teríamos talvez dois corpos distintos ou duas cabeças também distintas.
      Os meus conselhos devem servir para que você se lhes oponha. É possível que depois da oposição, venha a pensar o mesmo que eu; mas, nessa altura, já o pensamento lhe pertence.
      São meus discípulos, se alguns tenho, os que estão contra mim; porque esses guardaram no fundo da alma a força que verdadeiramente me anima e que mais desejaria transmitir-lhes: a de se não conformarem. »
      Agostinho da Silva – in “Cartas a um Jovem Filósofo”
      Filósofo/Poeta/Ensaísta (1906-1996)
      Português (porque cá nasceu e morreu) e também Brasileiro (porque lá viveu e deixou obra)

sábado, 3 de setembro de 2011

O Maior Burlão

      Num dia como o de hoje mas de 1898 (há 113 anos) nascia o senhor Alves dos Reis, o maior burlão da história portuguesa e certamente um dos maiores do Mundo.
      A sua grande especialidade era a falsificação e desde cedo falsificou o seu diploma de curso superior, em diversos tipos de engenharia, obtido em Oxford.
      Comprou diversas empresas, utilizando, entre outros métodos, a emissão de cheques sem cobertura que depois até pagaria com o dinheiro da própria empresa adquirida.
      Mas o maior dos seus feitos foi o de falsificar as notas de 500 escudos do Banco de Portugal mas de uma forma completamente inovadora, isto é, Alves dos Reis não fez notas falsas mas sim verdadeiras!
      Verdadeiras?
      Sim, ou verdadeiramente falsas…
      Alves dos Reis falsificou documentos e correspondência, do e entre o Banco de Portugal e a empresa inglesa onde as notas eram fabricadas para o Banco de Portugal, conseguindo que a empresa fabricasse notas que julgava serem para o Banco de Portugal e eram afinal para ele. As notas eram verdadeiras mas encomendadas por ele.
      Enriqueceu, comprou mais empresas e até um banco, tendo o deslize de começar a emprestar dinheiro, sem grandes exigências, como faziam outros bancos, e sempre em notas de 500 escudos.
      Estas particularidades levaram a que os jornalistas do jornal diário (o maior da época) “O Século” investigasse, vindo-se a descobrir a fraude.
      Tinha 28 anos e foi condenado a uma pena de 20 anos.
      Durante a prisão falsificou ainda documentos e até conseguiu convencer um juiz que a própria administração do Banco de Portugal estava envolvida na fraude.
      Diria: «Os senhores estão aqui para julgar homens e não para julgar almas”.
      Morreu em 1955 na pobreza.
      Em 2005 uma das suas notas foi a leilão pelo preço base de licitação de 6500 euros.

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

II Guerra Mundial

      No primeiro dia de Setembro do ano de 1939, os exércitos de Hitler invadiam a Polónia e dois dias depois o Reino Unido e a França declaravam formalmente guerra à Alemanha Nazi.
      Assim começava, há 72 anos, a Segunda Guerra Mundial, o conflito militar mais generalizado da história global.
      Depois da invasão da Polónia, os Nazis invadiram: a Dinamarca, Noruega, Bélgica, Luxemburgo, Holanda e a França.


      A Itália e a Espanha eram nações aliadas de Hitler. Portugal manteve uma posição neutral, embora fosse conhecida a simpatia do ditador Salazar pela Alemanha Nazi. Portugal transformou-se num porto de abrigo, acolhimento e de passagem, de refugiados e espiões de todos os países envolvidos.
      Rapidamente a guerra iniciada na Europa alastrou para África, América e Ásia, enquanto nos campos de concentração Nazi se eliminavam todos os indivíduos considerados “indesejáveis” e “impuros”, capazes de corromper e poluir a “pura raça ariana”.
      A Guerra duraria até Agosto de 1945, com a rendição do Japão, após o lançamento das bombas atómicas. Hitler havia se suicidado meses antes, em Maio, rendendo-se então a Alemanha.
      Contabilizaram-se cerca de 50 milhões de mortos, sendo metade civis.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Grupo de iniciativas Informativas Diárias

      Este artigo que lês está publicado numa das várias iniciativas informativas que compõem o Grupo Info-Dia, um grupo dedicado à informação alternativa, global, não massificada, gratuita e diária.
      Esta iniciativa divulgativa nasceu em Janeiro de 2007 (há 4 anos), inicialmente sob a forma de mensagens curtas (SMS) para um determinado grupo restrito de beneficiários, tendo, ao longo do tempo saltado para um blogue e outro e outro e mais outro, contando hoje com assíduas visitas diárias, em todas as plataformas, vindas de todo o planeta onde haja um falante de Língua Portuguesa, tendo ainda leitores assíduos de falantes em Língua Castelhana (espanhol).
      Todos os dias são publicados novos artigos em mais do que um blogue e noutras plataformas de forma a alcançar um maior número de leitores e poder assim transmitir conhecimento que não está disponível nos normalizados e embrutecedores meios de comunicação social.
      Os artigos não são publicados de forma massiva, isto é, não são publicados em quantidade nem pretendem alcançar o grande público consumidor de estereótipos e estereóestúpidos.
      Todos os dias são selecionados os melhores acontecimentos, as notícias menos divulgadas, aqueles factos que deveras interessam e podem aportar algo mais ao nosso conhecimento geral do Mundo e de nós próprios, enquanto seres divinos que somos e todo-poderosos.
      O Mundo, a Vida e a Liberdade podem ser melhores do que isto. Esforça-te para o conseguires, cada segundo, cada vez que respires. Liberta-te a ti mesmo pelo conhecimento, não acreditando nas mentiras das religiões, dos poderes, dos Estados...
      A sabedoria é o único poder maior. Aprende, para saberes mais do que eles. O conhecimento é a tua arma de guerra mais poderosa e destruidora. Usa-a, ataca, mata, destrói.
      A seguir estão os endereços de todos os sítios do grupo até ao presente:
      1 – INFO-DIA:
           http://info-dia.blog.pt
              (informação diária diversificada no Blog.pt)
      2 – INFODIASMS:
           http://infodiasms.blogspot.com
              (informação diária diversificada no BlogSpot)
      3 – SABEMAIS:
           http://sabemais.wordpress.com
              (informação diária diversificada no Wordpress)
      4 – TWITTER:
           http://twitter.com/sabemais
              (informação diária breve no Twitter)
      5 – FACEBOOK:
           http://www.facebook.com [InfoDia Sms]
              (informação diária diversificada no Facebook)
      6 – ANARQUINFO:
           http://anarquinfo.blogspot.com
              (informação diária específica do mundo anarquista)
      7 – INFODIA VOZ:
           http://pt.blaving.com/infodia
              (a informação em voz para ouvir)
      8 – SMS:
             (para todas as redes móveis a operar em Portugal)